DSC_8787
Casamento

Minha experiência com o casamento | Festa, cerimônia e fornecedores

Calma que esse ainda não é um texto para falar de casamento e a vida de casada, rs… mas para compartilhar da minha experiência como noiva. Foi um pedido feito na fanpage do blog (já curtiu?) e eu achei tão curioso porque como casei há milênios, realmente nunca achei que fosse interessante falar disso por aqui. Mas sendo assim, preparei esse texto e depois a Su ainda vai fazer outro nos atualizando sobre todo esse universo, já que ela lida com isso toda semana.

Enfim, do começo: Casei em 2007, com 21 anos e NADA de experiência nisso. Apenas uma amiga tinha casado, eu não participei de nada do casamento dela, e nos demais me limitava a escolher um look, ir, chorar, comer, dançar, e voltar pra casa. Casei em SP e a minha família é de Roraima, ou seja gente, em resumo: Foi uma confusão!

desespero2Infelizmente não tenho boas lembranças do meu noivado, eu estava realmente perdida e sem a menor ideia de como contratar as coisas. Tinha que ficar indo em lugares que nem sabia como eram, na dica de um e outro… a maioria das minhas amigas não moravam no ABC e então também não podiam me ajudar. Eu fiquei doente, estressada, com crises de gastrite constante e emagrecendo sem nem me dar conta.

Não fui a noiva que faz dieta para entrar no vestido, eu tinha era que comer para não ter que encomendar um tamanho infantil! hehehehe. Aliás o vestido foi uma das primeiras coisas que eu fechei e não recomendo fazer isso Ao longo do caminhar da organização você vai sentindo o clima e o estilo da festa então é melhor esperar mais. Eu acho meu vestido muito simples, mas estava ok para a festa que fizemos e para o momento que eu vivia, hoje eu faria uma festa beeeeeeem menor (tipo convidar 50 pessoas) porém com um modelo mais fashionista…. daí acho que é melhor esperar mais e ver quem você realmente quer ser naquele dia.

Dica: Todo mundo fala que a noiva tem que brilhar e etc, eu nunca fui muito do brilho e todos os vestidos que eu provava e tinham bordados, me faziam sentir como se fosse uma árvore de Natal, então não usei e não usaria nada assim, não é meu estilo. Não acho que devemos vestir um personagem porque é o seu casamento e teoricamente será o único da sua vida, temos é que estar bem e olhar a foto 10 anos depois e não sentir arrependimento. Você vai brilhar de qualquer forma, você é a noiva e a única pessoa de branco, relax!

Sobre meus fornecedores… como disse, não tinha conhecimento nenhum, de nada, fui na sorte e nas poucas indicações que tive. A maioria fez o que devia, mas eu sempre olho para trás e penso que minha pouca idade + imaturidade + inexperiência fez com que eu deixasse de pedir coisas que tinha direito, e acabei tendo algumas dores de cabeça.

Sobre ter ou não uma assessora: Hoje com toda certeza eu digo que SIM, tenha! Eu contratei apenas a do dia da festa mas como quase fiquei louca, se voltasse no tempo certamente contrataria um serviço bem completo para ela me ajudar desde o começo. No blog da Fê tem um post bem legal e explicativo sobre os diferentes tipos de serviços de assessoria, clica aqui para ler.

Do ano em que eu casei até hoje muuuita coisa mudou nesse ramo, percebo que o casamento virou um grande acontecimento não só pelo valor sentimental, mas também pelo financeiro. Às vezes até me incomoda ver como as pessoas tratam um dia tão especial e simbólico. A festa ganhou uma proporção tão grande, que chega a ser surreal. Gastar 50mil em um casamento é comum, e até fácil, barato. A onda é investir  80/100 mil para a noite ser inesquecível. Sendo que o mais importante mesmo, é a cerimônia né? Não? Alguém discorda?

Mais uma vez eu digo: Na minha experiência, não faria isso. Não fiz há 7 anos atrás e se casasse hoje de novo faria algo ainda menor e intimista, porque a verdade mais verdadeira é que casamento é um negócio complicado e difícil, e os amigos que realmente querem sua felicidade e te aguentarão com os problemas que o cotidiano traz, são poucos, muito poucos…

De qualquer forma, alguns fornecedores que eu contratei foram bons e vale deixar aqui:

Buffet: Monalisa – de SBC

Dia de noiva: Maison Lafayette – SA. Recententemente ouvi dizer que está muito lotado e as noivas não recebem atenção. Eu não tive do que reclamar, a maquiadora foi comigo até a festa, entrou em baixo do vestido para arrumar minha calcinha, retocou a make após a cerimônia… enfim, foi um amor! Sou louca por ela até hoje, o nome do anjo é Sandra e ela ainda trabalha lá.

Convites: Papel e Estilo – Vila Mariana. Adorei o trabalho deles. Fizeram do chá de cozinha e do casamento.Não tenho do que reclamar.

Vestido: Nova Noiva – era lindo, impecavelmente bem feito e super elegante. Como disse, hoje eu faria algo com mais informação, mas naquele tempo eu era super minimalista então ele estava super ok.

Sapato: Jorge Alex – Santana. Como meu vestido não tinha brilho, comprei um sapato que fazia isso por ele.

Salão: Aramaçan – SA. É um salão bem bonito e espaçoso, fiz a cerimônia e a festa lá sem problema para as pessoas. Tem uma entrada bonita e na época o preço era dos melhores.

E para acabar com o mistério, um pouquinho de como foi aquele dia…

DSC_8787

DSC_8850

 Maaaaaaaaaaaaaaagra!!! Era magra e não sabia!!! hehehehehe Depois disso ganhei singelos 7Kg!

Enfim meninas, minha experiência não conta muito por conta dessas circunstâncias (muito jovem, sem família aqui, inexperiente, louca e etc:) mas acho que é sempre válido compartilhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>