Comportamento

Dicas para quem quer fazer uma transição de carreira

Esses dias voltei para o YuTube… uma das metas para 2018 é produzir conteúdo por lá porque é mais fácil para falar de alguns assuntos, fora que eu sempre digo: Sou um TALENTO da comunicação, não posso deixar isso se perder não é mesmo? hehehe

E o primeiro vídeo que postei dá 5 dicas beeeem básicas para quem quer passar por uma transição de carreira, coisas que eu aprendi quebrando a cara e achei válido compartilhar.

Porém, mudar de carreira vai além e o que eu disse por lá merece complemento, então vamos lá:

Buscar algo que você goste: É clich~e mas é real e vai mais além. Não adianta você, dentro de uma empresa, mudar de divisão dentro da mesma área se você já sabe que não gosta disso.

Exemplo vivido: Eu saí circulando em diversas áreas do Direito até me achar. Gostava de cível, mas na real minhas atividades não me faziam ter nenhuma sensação de felicidade ou realização. Fui para cível bancário, seguros e aí cogitei ficar com Compliance… mas, era isso que eu queria? Seguir num trabalho dentro de uma empresa, por 8hs diárias, pensando e respirando Direito como regra?

Não! E eu ja sabia que não era isso, então se hoje eu voltar a procurar emprego assim, é burrice minha! Por isso é tão importante que você pense no tópic seguinte.

Encontre a sua palavra: Falei isso no vídeo, mas não expliquei e aqui digo o que é. Cada um de nós tem dentro de si algo que realmente nos motiva e faz o olho brilhar sabem? Eu tinha, sempre pensei nela por muitos anos mas a vida acabou me fazendo esquê-la, me levou pra uma carreira e eu tive uma “cegueira” sabe?

Encontrei minha palavra dentro de um processo profundo de autoconhecimento e mudança na minha vida como um todo.

Dica, a sua palavra tem muita relação com seus valores e a forma que você vê o mundo, como acredita que ele poderia ser melhor e etc. A minha pelo menos, tem! rs

Faça coaching: E foi com um processo de coaching que encontrei meu propósito, que alívio eu sentio naquele dia gente!! Lembro de ter feito dois processos de coach, um para a empresa e um pessoal. Ambos foram transformadores! Decidi encerrar a empresa durante uma sessão e descobri meu propósito vendo minha coach falar.

O coach te coloca para pensar, resolver suas pendências e te mostra que SÓ VOCÊ pode fazer acontecer e ser protagonista da própria história.

Mas final, qual é a minha palavra? É educação! Sempre foi, esse meu prazer em falar e compartilhar conhecimento com as pessoas se reverbera como educar. Coisa simples, profissão super tradicional, mas o meu jeito de educar não é quadrado, meu estilo de pensamento e desconstrução é só meu e é isso que quero levar para as pessoas. Enquanto não são alunos de fato, são amigas, clientes de coach, leitoras aqui do blog, clientes de consultoria. Eu quero ensinar, conversar, compartilhar e fazer com que algo que eu sei mude a vida de outra pessoa.

É ou não é incrível poder se empolgar de novo e ter sonhos para trabalhar e se sentir realizado?

Estudar business: Aqui eu preciso dizer que errei feio! Achava que conhecer de moda e estilo já era suficiente para empreender e ter uma loja. QUE MANCADA! Não sabia nada venda, pós-venda, marketing, fluxo de caixa, ferramentas que se usa para medir resultados, como criar um projeto, como divulgar uma ação… eu quebrei MUITO  a cara!! Empreender exige que você tenha visão ampla de tudo, que queira ser curioso, mas também conhecimento técnico e muita, muita parcimônia com dinheiro!

Estude a área ou negócio que você quer ir: Não adianta querer transitar entre áreas distintas e não ter conhecimento técnico. Existem sortudos, herdeiros  e existem as pessoas normais, que precisam sim estudar eternamente. Me encaixo nessa categoria e te dou essa dica, ESTUDE O SEU NEGÓCIO! Estude tecnologia se for o caso de uma startup, estude varejo (SEBRAE, VÁ AO SEBRAE) se seu negócio for venda,estude alimentação (desde os ingredientes e estilo de alimentação que você vai vender, até testar as receitas em casa REAL, e ver se você comeria aquilo pra sempre), estude pessoas PELO AMOR DE DEUS! Hoje existe uma demanda absurda por gestão de pessoas porque afinal ninguém acapacita e valoriza a equipe mas eles é que fazem seu negócio acontecer. Estude sempre e pra sempre. Sem parar. Não tem jeito.

Fazer networking: Essa é uma regra que também vale ouro, poucas pessoas valorizam isso e o que vejo é que não só no empreendedorismo mas também na vida de empregado, grandes oportunidades se perdem porque as pessoas não se vendem, elas não fazem relacionamentos e se fecham em suas vidas / rotinas, esperando que a vaga perfeita caia do céu / que o recrutador amigo te chame pra entrevista ou que chovam clientes e negócios mesmo que ninguém te conheça. Disse no vídeo e repito: Amigos e familiares  NÃO IRÃO SUSTENTAR SEU NEGÓCIO. Esqueça essa ideia Disney d emundo ideal! Não é assim! Você precisa conhecer empresários, precisa gerar oportunidades de negócios em cada pequeno encontro e atrair pessoas para comprar o que quer que você venda.

2018, cada um de nós é uma marca ambulante, trabalhe-a da melhor maneira possível!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *